Linha Premier

A busca por melhores produtividades, mudanças no sistema produtivo e intensificação do uso da terra exigiram um rápido desenvolvimento da agricultura nos últimos anos. Para atender essas demandas, obtentores investiram muito no desenvolvimento de genética e biotecnologia das cultivares modernas de soja, por exemplo.

Ainda falando em produtividade, de maneira geral, o potencial produtivo de uma lavoura é definido até a emergência das plantas. Após essa etapa, o clima favorável e um bom manejo de plantas daninhas, insetos e doenças podem apenas reduzir as perdas e não aumentar a produtividade. Nesse contexto, a semente assume papel fundamental no sucesso da atividade agrícola.

Diante desse desafio, os sojicultores brasileiros demandam sementes cada vez melhores, com maior germinação e vigor, para que suas lavouras tenham estande de plantas adequado, uniforme e bem distribuído, com melhor aproveitamento de água, nutrientes e luz, que tolerem adversidades climáticas e que se desenvolvam bem, entregando a produtividade desejada.

A Sementes Castrolanda, visando entregar produtos de qualidade aos seus clientes, buscou por uma linha de sementes de alta qualidade fisiológica, que hoje é a Sementes PREMIER. Para entregar essa qualidade, a Sementes Castrolanda investe recursos, tecnologia e um conhecimento de quem já multiplica sementes há mais de 40 anos em uma das regiões com maior produtividade do país, aplicando sempre as melhores práticas e com o cuidado que a produção de sementes de soja de alta qualidade exige.

A Linha PREMIER conta com sementes de qualidade fisiológica superior aquelas normalmente entregue no mercado. Os lotes disponibilizados com esta marca são lotes com porcentagem de germinação igual ou acima de 95% em ensaios de germinação em rolo de papel e vigor pelo teste de envelhecimento acelerado igual ou acima de 80%.

“Plante Sementes PREMIER e colha os resultados que sementes de alta qualidade podem entregar!”

Principais benefícios de se utilizar as Sementes Premier:

• Estabelecimento rápido e uniforme do estande de plantas;
• Maior tolerância a estresses na implantação da lavoura;
• Maiores taxas de crescimento radicular e matéria seca foliar;
• Desenvolvimento de plântulas normais sob condições climáticas adversas;
• Evita replantios, proporcionando maior segurança ao agricultor;
• Economia na implantação da lavoura, em função da menor plantabilidade;
• Maior número de vagens/planta e sementes/vagem;
• Incrementos de produtividade, gerando maior LUCRATIVIDADE ao produtor;