Notícias

Expedição Safra em Castro

07.03.2018

Projeto abre seminários técnicos nos Dias de Campo Soja PR

Há 12 edições a Expedição Safra da Gazeta do Povo realiza levantamento técnico-jornalístico da produção de grãos do país. No ciclo 2017/2018, a expedição está percorrendo 12 estados, entre eles Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná, e também outros países da América do Sul, Paraguai, Argentina e Uruguai, e o México e Estados Unidos na América do Norte.

Durante a abertura dos Dias de Campo Soja PR promovido pela Sementes Castrolanda, na última terça-feira, dia 27, a expedição abriu sua série de seminários. As palestras abordaram sobre “Produção e Tecnologia que desafiam Mercado e Produtor” e sobre o “Campo Digital e Conectado”. Em comum as duas palestras alertaram os produtores para a necessidade de estar bem informado.

Giovani Ferreira, coordenador da expedição e primeiro palestrante, falou sobre agroeconomia, o ciclo atual do Brasil, ambiente e mercado internacional e também a respeito do novo ciclo dos Estados Unidos que causa grande impacto em termos preço, cotação e mercado. Ferreira citou que os países que são grandes produtores, estão produzindo menos, e quem tem que produzir mais são os países da América do Sul e do Norte.

Entretanto, o coordenador ressalta que a produção dos Estados Unidos está estagnada, pois não tem mais área para crescer e a produtividade está no seu limite. “A produtividade de soja e de milho nos EUA está no teto. Quem tem que produzir é a América do Sul, liderada pelo Brasil. O centro de tudo é estar bem informado, saber o que tem de novidade, logística, tecnologia e mercado e trazer isso para o seu dia a dia, para gerenciar de fato o seu negócio”, enfatizou.

A abordagem sobre o segundo tema ficou sob responsabilidade do Presidente Executivo da SPRO IT Solutions, Almir Meinerz, empresa de tecnologia. Meinerz acredita que todos tem uma percepção clara de que a tecnologia vem evoluindo de forma constante, profunda e disruptiva, visto que as mudanças não estão sendo feitas por grandes corporações e sim pelas startups.

O Executivo destacou que as inovações estão atraindo os jovens de volta para o campo, onde eles podem aplicar a tecnologia, tem extrema qualidade de vida, e colocam em prática o conhecimento a favor de seu patrimônio. “Inovar é preciso, a gente precisa se reinventar e isso vai ser uma necessidade cada vez mais frequente. A tecnologia é investimento e não pode ser considerada custo, quanto mais você cresce em tecnologia, mais retorno ela vai te dar”, complementou.

Patrocínio Sementes Castrolanda- Em sua 12ª edição, a Expedição Safra conta com patrocínio Sementes Castrolanda. O Gerente de Negócios Agrícola, Márcio Copacheski, explica que a marca estará junto com a expedição em todas as regiões produtoras de soja.  Copacheski pontua que a cultura da soja é a base da produção agrícola do Paraná, da região dos Campos Gerais, e a que traz retorno econômico para os nossos produtores.

“A cultura da soja tem que ser cada vez mais profissionalizada, de alto rendimento e de resultados cada vez mais desafiadores e maiores. Agradecemos a oportunidade de, pela primeira vez, sermos patrocinadores da expedição. Para nós é importante participarmos desse projeto, pois estamos ampliando nossa área de atuação, participando mais do mercado de sementes e expondo mais a nossa marca junto a tantas outras marcas que são importantes para o agro brasileiro”, salienta o gerente.

Demonstrações no Campo- Após as palestras os cooperados e convidados deslocaram-se para o campo, onde puderam conferir in loco a performance de 37 cultivares de soja dos parceiros Nidera, Monsoy, Embrapa, Bayer, Agroeste, Brasmax, TMG, FT Sementes, sendo dessas 15 novas cultivares.

Manfred Jansen, da Cooperativa Witmarsum, conta que este é o segundo ano em que participa do dia de campo da Sementes Castrolanda. Jansen relata que vem até Castro em busca das novidades e tecnologias para produção de soja. Ele menciona que a soja é a cultura mais produzida em Witmarsum em virtude da rentabilidade que traz ao produtor. Jansen expõe que no ano passado a cooperativa adquiriu Sementes Castrolanda e o resultado no campo foi muito satisfatório: produtividade em torno de 4.000 kg por hectare.